Conselhos para a Direção do Espírito – Alphonse Gratry

Conselhos para a Direção do Espírito - Alphonse Gratry Estes conselhos não se dirigem a todo mundo: um número muito pequeno de espíritos, no atual estado do mundo, são ou desejam ser capazes de segui-los. Dirigem-se àquele homem de vinte anos, espírito raro e privilegiado, coração ainda mais privilegiado, que, no momento em que seus colegas de estudo chegaram ao final de sua trajetória, compreende que sua educação está apenas começando; que, na idade em que o amor pelo prazer e pela liberdade, pelo mundo, por suas honras e riquezas arrasta e precipita a multidão, detém-se, ergue os olhos e busca, no imenso horizonte da vida, no céu e na terra, o objeto de um outro amor.

Sobre o autor

Auguste Joseph Alphonse Gratry (1805–1872) foi um dos grandes filósofos do século XIX. Estudou teologia no seminário de Estrasburgo, e foi ordenado sacerdote em 1832. Tornou-se diretor do Colégio Stanislas de Paris em 1841 e capelão da Escola Normal Superior em 1846. Em 1852 reestabeleceu o Oratório do Cardeal De Bérulle na França, abolido desde 1792 durante a revolução. Professor de teologia moral na Sorbonne (1863) e Membro da Academia Francesa (1867), o Pe. Gratry é autor de “De la Connaissance de Dieu” (1853) e “De la Connaissance de l’Âme” (1858), além de sua “Logique” (1856). “Les Sources, conseils pour la conduite de l’esprit” foi publicado em 1862.

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *