Da Alma (De Anima) – Aristóteles

Da Alma (De Anima) - Aristóteles(Psykhe) – Alma – é, para Aristóteles, o princípio vital de todo ser vivo, animal ou planta, ou, em outros termos, o princípio que anima os corpos dos seres vivos. Portanto, a análise contida neste tratado não é de fundo religioso, mas de fundo físico, metafísico e biológico. Aristóteles apenas tangencia ligeiramente a questão da separação e sobrevivência da alma fora do corpo, não entrando, em absoluto, no mérito dessa questão. Embora o termo “psicologia” tenha sido cunhado somente no século XVI, assim aconteceu em razão dos conteúdos de Da alma e dos oito pequenos tratados que lhe dão sequência (conhecidos pelo título geral latino Parva Naturalia). Aristóteles é, portanto, a despeito dos desenvolvimentos, transformações e ampliações da psicologia moderna e contemporânea, o fundador da psicologia, como foi de tantas outras ciências. Com o objetivo de analisar os principais problemas relacionados à alma, Aristóteles discute a imaginação e o pensamento, além das relações entre sensação e intelecto, apresentando suas teorias do intelecto ativo e do intelecto passivo. Esta obra não interessa apenas aos psicólogos e psicanalistas, mas também a físicos, zoólogos, botânicos, metafísicos e a todos que, de um modo ou de outro, estudam o fenômeno da vida ou sobre ele ponderam. Obra traduzida diretamente do grego pelo mestre helenista Edson Bini, traz texto integral e numeração da edição referencial de I. Bekker de 1831, que se mostra útil e indispensável para facilitar as consultas.

Sobre o autor

Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C.) foi um importante filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande. Seus escritos abrangem diversos assuntos, como a física, a metafísica, a poesia, o teatro, a música, a lógica, a retórica, o governo, a ética, a biologia e a zoologia. Com Platão e Sócrates (professor de Platão), Aristóteles é visto como uma das figuras mais importantes e um dos fundadores da filosofia ocidental. Seu ponto de vista sobre as ciências físicas influenciou profundamente o cenário intelectual e medieval e esteve presente até o Renascimento. Nas ciências biológicas, a precisão de algumas de suas observações foi confirmada apenas no século XIX. Suas obras contêm o primeiro estudo formal conhecido da lógica. Na metafísica, o aristotelismo teve uma influência profunda no pensamento filosófico e teológico. Todos os aspectos da filosofia de Aristóteles continuam a ser objeto de um ativo estudo acadêmico nos dias de hoje.

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *