A Proposta Paidéia – Mortimer J. Adler & Outros

A Proposta Paidéia - Mortimer J. Adler & OutrosA proposta Paidéia o projeto de Mortimer Adler para uma reforma radical do ensino público dos Estados Unidos. O filósofo partia do princípio de que uma sociedade democrática deve fornecer oportunidades educacionais iguais, não apenas proporcionando a mesma quantidade de ensino básico — isto é, o mesmo número de anos na escola —, mas também deve garantir a todos, sem exceção, uma educação da mesma qualidade. O programa Paidéia pretende estabelecer um plano de estudos que seja geral, e não especializado; liberal, e não vocacional; humanista, e não técnico. Apenas desse modo é possível atingir o significado das palavras paideia e humanitas, ou seja, a erudição geral que todo ser humano deve possuir.

Dividindo o ensino e o aprendizado em três modalidades — a instrução didática, expositiva; o treinamento, que se dá pela repetição; e o seminário, uma discussão à moda socrática —, o programa abrange o ensino de língua e literatura, matemática e ciências naturais, história e estudos sociais, educação física e artes manuais, e uma introdução geral ao mundo do trabalho; enfim, uma escolarização básica capaz de preparar toda criança para ser um eleitor instruído da democracia ganhar a vida e viver bem. Publicado em 1982, o manifesto explicava e defendia a proposta, que depois foi completada, nos dois anos subseqüentes, pela discussão de suas questões práticas e dos problemas de sua implementação, e por ensaios complementares dos membros do Grupo Paidéia — além do próprio Adler, Charles van Doren, James O’Toole, Jacques Barzun e muitos outros — esclarecendo pontos específicos do programa. Este volume o leitor tem nas mãos traz, juntos, os três livros que delinearam a teoria pedagógica de Mortimer Adler.

Sobre o autor

Mortimer J. Adler, notável teórico da educação, abandonou a escola aos quatorze anos de idade e posteriormente frequentou a Columbia University com a intenção de melhorar a escrita e tornar-se jornalista. Não concluiu a graduação, mas recebeu da universidade o título de doutor honorário. Passou a lecionar psicologia, escreveu obras filosóficas e publicou vários livros, de linguagem acessível, sobre a filosofia e religião ocidentais. Na década de 1930, tornou-se professor da Universidade de Chicago, ajudando a fundar, entre outros institutos, o Center for the Study of the Great Ideas. Entre suas principais influências, estavam Aristóteles, Santo Tomás de Aquino, John Locke e John Stuart Mill. Nascido em família judia, converteu-se quando adulto ao cristianismo.

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *