Uma Terra Feita Refém – O Líbano e o Ocidente – Roger Scruton

Uma Terra Feita Refém - O Líbano e o Ocidente - Roger Scruton Em 1962, o filósofo Roger Scruton visitou o Líbano. O país ainda era democrático, com diversos grupos políticos e religiosos vivendo em harmonia desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Mas na década de 70, o país entrou numa época de guerras civis que se estenderam por mais de uma década, provocando um êxodo de aproximadamente um milhão de pessoas que tiveram de se refugiar em outros países. Scruton tenta explicar como as relações políticas libanesas foram se desgastando até se tornarem totalmente inviáveis. Para ele, as interferências externas, muitas vezes influenciadas por uma cobertura tendenciosa da mídia, insuflaram tensões políticas incontornáveis. As hostilidades entre os maronitas e os palestinos foram crescendo, gerando novas dissidências e novas crises que levaram aos conflitos armados que devastaram o país. A guerra terminou no início da década de 1990, mas aquela nação que Scruton conheceu nunca mais foi a mesma. Até o hoje o Líbano permanece refém de conflitos políticos e religiosos, nos quais as influências externas, sobretudo da mídia, continuam preponderantes.

Sobre o autor

Roger Scruton é um dos mais importantes filósofos da atualidade, membro da Royal Society of Literature e condecorado com a medalha da Ordem do Império Britânico. Foi por mais de vinte anos professor na Universidade de Londres e lecionou nos últimos anos de vida na Universidade de Buckingham. Foi um pensador extremamente ativo, já havendo, além das suas produções acadêmicas e participações na imprensa, escrito romances, composto óperas e gravado um documentário para a BBC chamado Por Que a Beleza Importa? Concentrou-se academicamente em filosofia da arte, compondo o conselho editorial do British Journal of Aesthetics. É autor de best-sellers em estética e em filosofia política e foi o fundador da revista de orientação conservadora The Salisbury Review. Durante a Guerra Fria, empenhou-se pessoalmente no estabelecimento de universidades e centros acadêmicos clandestinos em países da Europa Central que então pertenciam à URSS.

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *