A Linha de Sombra – Joseph Conrad

A Linha de Sombra - Joseph Conrad Por força de certos caprichos do destino, um jovem marinheiro que pensava ter abandonado a carreira no mar vê-se de repente nomeado capitão de um navio mercante. Em meio aos ímpetos da juventude, vive a aventura de comandar um navio que aprende a amar e uma tripulação digna de “imorredouro respeito”. Porém, logo precisa enfrentar situações estranhas e até mesmo absurdas, como uma calmaria sem fim, uma doença tropical inexplicável que prostra quase toda a tripulação e outros acontecimentos misteriosos. Seria mesmo alguma influência nefasta do falecido ex-capitão, como o delirante imediato afirma?

A linha de sombra, publicado em 1917, versa sobre a transição da mocidade para a idade adulta em uma narrativa emocionante que exalta a nobreza dos sentimentos e o senso do dever mesmo em face da adversidade. Ao retratar profundos dramas e conflitos humanos no pequeno universo de um navio, Conrad reafirma o mar como metáfora para a própria vida e celebra aqueles que tiveram a coragem de desbravá-lo.

Sobre o autor

Józef Teodor Konrad Korzeniowski nasceu em 1857, em Berditchev, Polônia (hoje Ucrânia). Exilado com a família na Rússia, teve o primeiro contato com a língua inglesa através do pai, tradutor de Shakespeare, e outros autores de renome. Após abandonar sua carreira na Marinha, publicou o primeiro livro, A loucura do Almayer. A esse se seguiram doze obras de caráter realista e romântico e 28 narrativas breves. Entre as mais importantes estão Lord Jim (1900), O coração das trevas (1902), Nostromo (1904), entre outras. Joseph Conrad morreu em 1924, na Inglaterra.

Veja Também

Compartilhe

Comentários

Nenhum Comentário Ainda

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *