A Cidadela – A. j. Cronin

A Cidadela - A. j. CroninRomance que consagrou Cronin no mundo literário, A cidadela marcou época ao ser transformado em filme por King Vidor. O escocês Archibald Joseph Cronin era médico e membro do Royal College of Physicians, respeitada associação da classe médica no Reino Unido. O autor descreve as condições de trabalho do início do século XX e relata de um modo estarrecedor as dificuldades e tragédias ocorridas nas minas de carvão inglesas. O protagonista é o jovem médico Andrew Manson, que inicia sua prática profissional numa pequena aldeia do País de Gales, Drineffy. Dr. Manson dedica-se de forma intensa aos seus doentes, pondo em prática todo o idealismo de um jovem médico. Casa-se com a professora Christine Barlow, e mais tarde o casal parte para Londres. Na cidade grande, Andrew entra em contato com a classe médica conceituada que atende exclusivamente aos mais ricos. O texto de Cronin evidencia o drama das escolhas éticas na prática da medicina. Um tema ainda muito atual: o confronto entre integridade profissional e as tentações materialistas.

Sobre o autor

Traduzido em várias línguas, o escocês A. J. Cronin (1896-1981) é um dos escritores mais conhecidos do século XX. Graduado em Medicina em 1919, Cronin serviu como cirurgião na Marinha Real Britânica durante a Primeira Guerra Mundial. Com o fim da guerra, trabalhou em alguns hospitais até seguir para o sul do País de Gales como inspetor-médico de minas do Reino Unido. Esta experiência profissional serviu como inspiração para que, anos mais tarde, o escritor criasse a comovente história de A cidadela, ambientada na mesma região. Publicado em 1937, o romance chegou às telas de cinema no ano seguinte numa produção elogiada pela crítica especializada. No fim da década de 1930, Cronin passou a se dedicar apenas à carreira de escritor.

Veja Também

Compartilhe

Comentários

Nenhum Comentário Ainda

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *