Da Esquerda Para A Direita – Ricardo Vélez Rodríguez

Da Esquerda Para A Direita - Ricardo Vélez RodríguezUma obra hábil, que combina os diversos ângulos da atuação do Professor Ricardo Vélez Rodríguez, apresentados através de um relato sincero e, por vezes, afetivo, da sua jornada, a partir da vida familiar, para a atuação como estudante, professor universitário, escritor e “intelectual engajado”, como diria Raymond Aron, um dos autores em que se especializou. Colombiano de nascimento e brasileiro naturalizado, há muitos anos, o Professor Vélez antecipou e descreveu, em diversas obras, muito dos infortúnios que, ainda, ameaçam o nosso país. Por influência de Antonio Paim, seu mestre e amigo, analisou a fundo o fenômeno do patrimonialismo brasileiro e suas várias consequências, inclusive, na persistência do autoritarismo e no caldo de cultura gerador da violência, quando transferido, como assistiu na Colômbia, para os cartéis do crime. Trata-se de um panorama evidente nas referências à sua obra anterior, Da guerra à pacificação, a escolha colombiana, na qual ressalta o papel de um conjunto de ações sociais, culturais e educativas que, ao lado da inteligência e do combate armado, reduziram, drasticamente, a insegurança e a criminalidade na Colômbia. Autobiográfico e histórico, descrevendo sua complexa trajetória intelectual, da esquerda radical para o pensamento liberal-conservador, e culminando com um relato equilibrado e realista da sua experiência como Ministro da Educação, é um depoimento oportuno e de leitura estimulante.

Sobre o autor

Ricardo Vélez Rodríguez (Bogotá, 15 de novembro de 1943) é um filósofo, ensaísta, teólogo e professor colombiano naturalizado brasileiro. No Brasil, foi professor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), e lecionou em universidades da França, Estados Unidos e Colômbia. É professor emérito da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, responsável pela formação de oficiais de alta patente. Na política, foi ministro da Educação do governo Jair Bolsonaro de 1º de janeiro a 8 abril de 2019. Suas visões políticas são consideradas de direita, por ele seguir as ideias de autores liberais clássicos como Alexis de Tocqueville e Benjamin Constant.

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *