Ação humana – Um tratado de economia – Ludwig von Mises

Ação humana - Um tratado de economia - Ludwig von MisesPara Mises, o que determina o cálculo econômico, que em si é o principal problema da economia, é a ação humana. O autor observa que os eventos econômicos são o resultado das ações concretas dos homens, que estão sempre em busca de um estado de maior satisfação. Ele desenvolve o que chama de praxeologia, ou seja, a “lógica da ação humana”: o homem racional calcula quais são os melhores meios para atingir os fins que deseja, com base numa valoração interna que faz das opções que lhe são apresentadas pela realidade; a ação humana, portanto, é o resultado da aplicação do aparato racional do homem diante da necessidade de fazer uma escolha. Eis, para Mises, a base do cálculo econômico. Ação humana é sua obra principal, um tratado monumental que foi escrito em 1940, em alemão, e ganhou sua primeira versão traduzida para o inglês em 1949. Desde então, já foi reeditado e traduzido para inúmeras línguas e se estabeleceu como o principal tratado econômico da modernidade.

Sobre o autor

Ludwig von Mises é o maior expoente da chamada Escola Austríaca de economia, fundada por Carl Menger. Professor e economista com larga erudição e inteligência brilhante, sua obra vai muito além da análise econômica, e absorve um sem sem número de perspectivas éticas, jurídicas e filosóficas. No tratado Ação Humana, Mises apresenta uma visão integral da economia, libertando-a do positivismo matemático e meramente estatístico, para tratá-la como a ciência eminentemente humana – e nem por isso menos rigorosa – que é. Teórico do método denominado praxeologia, ou ‘lógica da ação humana’, o autor observa que os eventos econômicos são o resultado das ações concretas dos homens, cuja intenção será sempre deixar um estado de menor satisfação para atingir um estado de maior satisfação, independentemente do valor moral intrínseco desse estado.

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *