A Descoberta do Outro – Gustavo Corção

A Descoberta do Outro - Gustavo CorçãoA Descoberta do Outro é o primeiro livro de Gustavo Corção, publicado originalmente em 1944, e um clássico da literatura brasileira. É o relato do autor do processo que passou de descoberta da própria miséria e busca pela entrega total de si à verdadeira Caridade. O outro, enquanto considerado como mera parte do nosso próprio mundo, nunca passa de uma função sem individualidade concreta. Os esquemas abstratos, as ideologias, tudo que põe o mundo enquadrado ― “em papel milimetrado” ― abole a verdadeira relação que deve haver entre os homens e impede que o outro se transforme no próximo, a quem a Caridade ensina a amar com a si mesmo. Corção descreve essa tensão de modo assombroso e sincero. Esta reedição ainda traz uma carta a Gustavo Corção do filósofo francês Jacques Maritain ― que, junto de G. K. Chesterton, foi uma de suas maiores influências ―, a respeito do livro A descoberta do outro.

Sobre o autor

Gustavo Corção (Rio de Janeiro, 17 de dezembro de 1896 – Rio de Janeiro, 6 de julho de 1978) foi um escritor, engenheiro, ensaísta e jornalista católico brasileiro, autor de diversos livros sobre política e conduta, além de um romance. Foi membro da antiga União Democrática Nacional (UDN) e um expoente do pensamento conservador no Brasil. Escreveu para diversos jornais, como Tribuna da Imprensa, Diário de Notícias e O Estado de S. Paulo. Seu único livro de ficção, Lições de abismo, é considerado uma das obras-primas da literatura brasileira, premiado pela UNESCO. Como escritor, Corção foi amplamente admirado e elogiado por nomes como Antonio Olinto, Raquel de Queiroz, Ariano Suassuna, Gilberto Freyre, Nelson Rodrigues e Manuel Bandeira.

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *