Comentário sobre “A memória e a reminiscência” de Aristóteles – Sto. Tomás de Aquino